quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

It's for all lovers....who else love this

Aprender na vida

- Algo que aprendi, foi dar prioridade ao que é importante e não ao que é urgente.
- A discutir primeiro os pontos de concordância antes dos pontos de discordância.
- Não desvalorizar aqueles que parecem que pouco valem e não valorizar aquele que parecem que valem muito.
- Não opinar.
- Saber dizer não sem sentir mal.
- Ajudar aquele que realmente precisa de ajuda e não o preguiçoso.
- Não perder tempo a pensar na vida dos outros, penso antes na minha
- Não gastar energia no que não gosto, mas dar tudo pelo que gosto.
- Não lamentar pelo que não tenho, mas valorizar o que tenho.
- Não chorar pelo leite derramado, mas voltar a encher o copo.
- Numa relação da-se e recebe-se sapo para engolir.

domingo, 16 de dezembro de 2007

Karma


So, my aunt once told me that for every woman that you sleep with ,you will take part of her karma and this is not good. Humm.......well I solved my problem, I just don't sleep :P

sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

Success corrupts people


Be careful, too much success corrupts people
has higher you get,
more confident you became,
you start to think that
you don't need anyone
that is when you start to fall.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

O bom do amor / The good of love

Love is so good that hurts
is so happy that make us cry
is so loving that sorrows
leave memories that frustrates
give us hope and kill them too
for all that never forget
to love again
its all part of love

Amar é tão bom que doi,
é tão alegre que nos faz chorar,
é tão carinhoso que nos magoa
deixa recordações que frustra
da-nos esperança e as mata
por tudo isso nunca
esqueças de voltar a amar
é tudo parte do amor


Gratidão e Ingratidão

Nunca cuspa no prato onde come ou já comeu, não cobre dos favores que faz, mas nunca se esqueça dos favores que lhe fizeram.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

Liberdade e libertinagem

Hoje em dia existe a moda da liberdade. mas a maior parte das pessoas, confunde liberdade com libertinagem. As pessoas reclamam por tudo e por nada, principalmente os jovem. Esta explanação de ideias é parte consequência da manifestação feita pelo alunos na novela Duas Caras. A primeira coisa que se nota é que o pobre é sempre vítima, mesmo se estiver em casa sem fazer nada e assume-se que quem é rico é desonesto e tem obrigação de dar aos ditos "pobres".

Cada vez mais se vê pessoas a exigir direitos e mais direitos, mas ninguém fala em deveres, até porque se não se exigir tal coisa, passa despercebido. Cada vez mais as pessoas não têm noção que os seus direitos acabam onde começa o dos outros. Também se esquecem que liberdade não é fazer tudo que apetece não é libertinagem.

terça-feira, 11 de dezembro de 2007

E esta hein,

While I was in Dublin.................no comment.

Matenha o rosto sereno no fogo do inferno

Matenha o rosto sereno no fogo do inferno

Entre pais e filhos 1

aA adolescência deve ser das fases mais difíceis para pais e filhos. Nos pais reina a insegurança em relação ao comportamento dos filhos e nos filhos reina a desconfiança em tudo que é dito pelos pais. Nesta fase existe sempre a tendência de muitos adolescentes assumir os pais como inimigos, e os tentarem substituir por amigos, é a fase em que poderão ou não estar mais susceptíveis a ditas "más influências".

Nesta fase para um adolescente não perder o seu dito "rumo" é necessário tenha uma certa capacidade de invalidade. A individualidade permite que não se deixe levar muito pelo que um grupo ou outra pessoa qualquer acha que tem que fazer. Os pais, naturalmente, muitas vezes pensam o pior dos filhos, ou na maior parte das vezes pensam que tudo está a correr bem pois não têm evidências do que poderá estar a correr mal.

Um exemplo interessante que tive a pouco tempo foi no centro comercial de Miraflores, onde miúdas de 12 ou 13 anos sentadas a fumar. Muitos deste comportamentos têm muito haver com uma certa instabilidade familiar. Será a culpa dos pais?. Não propriamente, o dia-a-dia dos pais, principalmente aqueles que estão num fase inicial da vida, faz com que a exista uma maior exigência a nível de responsabilidade dos filhos. Lembro-me que os meus pais também na fase inicial da suas vidas, tinham que trabalhar, e eu com 7 anos aprendi a cozinhar porque a minha mãe estava grávida, aprendi a tomar conta da minha irmã, ajudei sempre na limpeza da casa, etc. Tudo isso fazia com a noção de que tinha que ajudar os meus pais

Actualmente é necessário que os pais tenham esse tipo de conversas com os filhos. Lembro-me que costumava a sair as 14 horas e voltar as 2 da manhã, hehehe, os meus pais pensavam andava em drogas, :), não era bem drogas, mas aquele ser feminino viciava de certeza. O meus pais exigiam que estivesse a hora de jantar em casa, mas o meu pensamento era: " - Para quê ?!"

Mais tarde reflecti um pouco sobre o pedido do meu pai, depois de uns 3 dias sem o ver estando a viver todos na mesma casa, de uma soalhada. Tudo isso porque chega a hora que o todos estavam a dormir, e o meu pai saia a hora que estavam todos a dormir ainda. Aí, somente neste momento reflecti a verdadeira importância do pedido, embora nunca me tenha sido explicado, a verdade é que a hora de jantar era o único momento que o meu pai podia estar com toda família reunida. Eu pensei, se a "coisa" tivesse sido explicado desta maneira, seria mais de mais fácil entendimento.

É importante que os pais percebam que na fase da adolescência, todo pedido feito ou restrição feita é encarada como um acto desmedido e autoritário, pois não fornecem uma explicação ou mesmo uma motivação para sua atitude, assumindo que pelo facto dos filhos viverem por baixo do seu tecto têm que fazer o que lhe é dito.

Nesta fase para os pais é mais aconselhável tentarem gerir esta situação usando a técnicas de liderança pelo conhecimento e sabedoria e não tanto pela hierarquia.

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Diferentes perspectivas de amar

No meu curto tempo de vida descobri 2 formas diferentes de amar. A quem ama pelo sentimento que tem dentro de si e quer passar ao parceiro e a quem ama pelo o que o parceiro dá.

Nem sempre a felicidade está naquela pessoa por qual temos uma grande paixão

...a frase no título foi-me dita por um amigo, e de certa forma retrata a realidade.
Em poucas palavras, podemos ter uma grande paixão para o namoro mas no entanto esta pessoa para uma vida em comum é algo completamente incompatível, mas podemos encontrar alguém que não temos uma paixão e termos todas a condições para ser felizes com esta pessoa. E por acréscimo disse-me o meu amigo que é possível aprender amar alguém.

A questão que levanta é: "Sem amar seremos realmente felizes?"

sábado, 1 de dezembro de 2007

A universidade e a vida

Lembrando-me de alguns filmes de final de semana, sábado de tarde, que mostram a vida de estudante, festa, risonha, divertimento a 100 %, felizes para sempre. Grande utopia.

Verdade seja dita, isso só nos filmes, e só mesmo, porque, principalmente para certos cursos, no meu caso o ISHELL (nova denominação para ISEL) a engenharia, é um pain in the ass. Eu concordo plenamente que devemos estudar, até porque é importante para o desenvolvimento intelectual. Mas chego também a conclusão que a universidade faz perder boa parte da vida do estudantes, com a carga tanto horária com o de trabalho que se tem. No caso do Ishelliano em eng. informática, 5 disciplinas, todas com trabalhos práticos, no mínimo 3 aulas por dia, horários diários granulados, grupos de trabalhos diferentes para cada disciplina, em que muitas vezes têm que ir a faculdade para fazerem os trabalhos. Em resumo só se tem o fim-de-semana para se poder estudar, as 5 disciplinas.

Considerando que se faz o curso em tempo útil, a transição é logo para o mercado de trabalho. Onde está o período de exploração do mundo, só, sem responsabilidades?
Na verdade todos nós pertencemos a classe trabalhadora, as crianças a partir da idade que entrar para o ensino também são trabalhadoras, e actualmente cada vez mais.

A escola da vida é uma componente muito importante para viver também, principalmente para ajudar nas escolhas, e reflexão sobre determinados assuntos. Porque, embora, a universidade dê o conhecimento intelectual um conhecimento mais abrangente da vida, cultural, social é uma janela aberta para desenvolver a mente. Daí a criação dos programas de intercâmbio, que aconselho todo jovem que puder tirar partido.

Poderá interessar também..

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...