quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

O estigma da dor


No nosso mundo a dor é muito sobrevalorizada, a dor é encarada sempre como fatalismo. Muitas vezes a para as pessoas que me consultam, lhe digo que devem passar algum tempo com o seu Eu, sentir e escrever o que sentem, para ajudar a esclarecer o que na realidade se sente. Em quase todas as pessoas exprimem sentimentos de medo para com este processo. Justificam dizendo que ir à profundidade dos sentimentos encontrarão dor e sofrimento.  

Neste momento eu questiono, será que enfrentar esta dor ou sofrimento para ter uma vida melhor, precisamente sem esta dor ou sofrimento, não valerá à pena passar por esta dor?


As pessoas normalmente fixam na dor e não no que aprenderam com ela. O que muitas vezes se esquecem é o facto de que esta dor deu a conhecer o outro Eu, bom ou mau, que pode ajudar a conhecer os seus pontos fortes e fracos. É necessário lembrar que muita da dor passada é para nos proporcionar uma nova evolução e muitas vezes esta dor e sofrimento só a vivemos porque bem lá no fundo a escolhemos, só que achamos que não.


Muita gente vive em dor e sofrimento porque tem medo de escolher, porque tem medo de largar a armadilha do macaco  ou até porque se culpabilizam achando mesmo que merecem tal sofrimento.


A dor está fortemente enraizada em muitas culturas até mesmo religião, e em geral nos é dito que é necessário passar por ela, mas eu diria melhor, é necessário aprender com ela. Muita das vezes quando vivemos em dor e sofrimento, significa que algo não vai bem na nossa vida, boa parte das vezes é o próprio universo que nos está a sinalizar que existe algo que não está certo, ou que não estamos a viver em conformidade com o que realmente queremos.


O sentimento de culpa ou de pena é um factor que muitas vezes impede as pessoas de fazer a sua escolha, de exercer o seu livre arbítrio. Mas este sentimento muitas vezes pode tornar um ponto de frustração, causando muitas vezes um mau estar no ambiente a sua volta.


Infelizmente a do é também usada como um instrumento para despertar consciência, digo infelizmente não pela dor, mas sim porque na sociedade actual, que se valoriza a coisas mais superficiais, as pessoas só têm tempo para pensar mais profundo em momento de dor, tristeza e sofrimento. 

O choro, ao contrário do que muita gente pensa, não é sinal de fraqueza, mas se alívio da alma, e é algo necessário. Actualmente até homens se vê a chorar mais vezes, o que é bom, na realidade

Se vive com dor e sofrimento, é porque está a fazer algo errado na sua vida, aprenda com esta dor, deixe o medo e transforme isso em amor. Amor este que levará a descobrir o seu Eu, e quando se amar realmente, verá que não merece nenhum sofrimento.

Poderá interessar também..

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...