domingo, 23 de abril de 2017

Aprender o Estado de Permissão


Actualmente a nossa sociedade educa-nos com o conceito de que devemos trabalhar arduamente para atingir abundância. Esta forma de pensar está enraizada principalmente na geração dos anos 50, cujo percurso de vida ensinado foi de estudar para arranjar emprego.


Por causa da nossa educação, esta formatação de pensamento, faz-nos ter uma postura para os desafios, a conquista da abundância como um percurso que tem que ser necessariamente penoso até se poder atingir os objectivos. Também esta geração foi-lhe incutido que nada é de graça, e que não merecem se não se esforçaram muito. Por este motivo muitas pessoas, vindouras da educação ministrada, têm dificuldade em receber.

Aprender a estar no estado de Permissão é aprender a Merecer. Merecer do bom e do melhor oferecido pelo Universo. Não significa que pessoa pratique a inacção, mas sim que ela estará focada tanto no esforço físico como no esforço energético/espiritual.

Estar no estado de Permissão significa a aceitação de receber. Muitas pessoas não permitem que lhes seja ajudado, oferecido sem que seja pela crença que de desempenhou um grande esforço para lá chegar.

Sua Crença = Sua Vida.

Se acreditar que devem existir obstáculos para atingir a sua metas, estes então existirão. No estado de Merecer, não obstante os obstáculos poderem existir, a crença é que merece o melhor, logo merece que o obstáculo seja de alguma forma ultrapassado ou eliminado.

Deve aceitar que merece receber e continuar a trabalhar mas não de forma obsessiva, de modo a permitir a manifestação da vibração de permissão e eliminar os bloqueios que muitas vezes existem no subconsciente.

Esqueça sacrifício, esqueça luta e abraça o AMOR, manifestando-o no universo, impregnando-o no seu trabalho de modo a proporcionar o feedback universal na mesma vibração energética.

Se é dado e é bom, receba.

Esqueça o conceito de que não merece. Você merece tudo que você manifestar no ambiente/universo bem como obter toda abundância na sua vida.

sábado, 1 de abril de 2017

Olhos captam e a mente vê


Olhos captam a imagem mas é a nossa mente que a vê.

Tudo que captamos no nosso dia-à-dia fazemo-lo através dos nosso olhos é processado pela nossa mente que faz o julgamento. Por este motivo, na realidade o que vê é a mente e não os olhos.

A mente construimos ao longo do nosso crescimento vai na realidade definir toda nossa percepção do que é o nosso mundo. Neste sentido, toda nossa avaliação do que está a nossa volta, não obstante ao caos que possa existir, depende tudo da sua mente.

A nossa mente na realidade é a nossa percepção de tudo que vê e como vê. Os olhos são tão somente uma simples ferramenta de captação da Luz, sendo a mente o grande responsável pela classificação e julgamento de tudo que é captado.

Diariamente captamos no nosso mundo coisas que muitas vezes não compreendemos e vemos o que a nossa mente desenvolveu. A ignorância cria medo para tudo que é desconhecido, fazendo-nos ter um julgamento errado do que observamos.
O crescimento e o desenvolvimento mental e espiritual, permite-nos observar  em vários pontos de vista, permite-nos adquirir uma maior compressão do todo para entender o UM.

Poderá interessar também..

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...