quarta-feira, 28 de abril de 2010

Um apelo à razão

A razão à todos pertence, 
até mesmo à aqueles que não a têm.

A razão é única, 
pertence à cada um.

Apontar os erros


Aquele que sempre aponta para os erros dos outros,
provavelmente não vê os seus,
e quando os vê, 
os nega.

sábado, 17 de abril de 2010

Responsabilidade


Está provado por estudo, que o ser Humano permite e é capaz das maiores atrocidades basta que tenha alguém que ele aceite como autoridade ou como responsável.  Um estudo realidade recentemente, que apareceu na TV onde o público assistia supostamente a electrocussão de um concorrente sempre que ele desse uma resposta errada. Toda aquela gente assistiu, incapazes de tomar alguma atitude, simplesmente porque a apresentadora dizia que não tivessem pena.
Desde  pequenos que somos ensinados a obedecer, nos é incutido o conceito de responsabilidade, hierarquia, o que e como tem que ser para estar na sociedade. Aqueles que estiverem fora dos padrões são considerados mau feitores ou outsiders. Sei bem o que é isso, porque durante muito tempo fui e sou olhado desta forma, ao ponto que ter que nivelar por baixo para lidar com determinada pessoas.


Desde miúdo que reparo que as pessoas não têm domínio da própria vida e muito menos da sua própria consciência. Boa parte da população vive uma vida achando que é livre sem terem noção que vivem manipulados pelo medo, e que é isso que lhe faz ter determinado percurso na vida.

A imagem acima retrata o que somos actualmente, substituindo o burro pelo homem e a cenoura pelo dinheiro. O pior de tudo é que as pessoas não querem aprender, muito menos ouvir verdades, principalmente se essa exigir um esforço. Se nos EUA os negros não tivessem unidos numa só consciência para deixarem de comprar coisas nas lojas como decidiram e viver de entre ajuda, para fazer com que sentissem que eles também são precisos, nunca teriam conseguido ganhar a guerra. Vivemos num mundo de ignorância, sem reacção para com as injustiças, desde que o problema não seja connosco.

Facilmente responsabilizamos os outros por tudo e por nada, porque assim é mais fácil justificar a nossa falta de união e atitude. Mantemos-nos surdos, cegos e calados perante a injustiça desde que não seja connosco. Vivemos num sistema financeiro que o único que faz o dinheiro e empresta, é o mesmo que cobra juros sobre o dinheiro emprestado, quando somente ele é que o fabrica. Tudo isso porque nos prendemos e nos fizeram acreditar que somos o que temos e o como parecemos. Pior é nos fazerem acreditar que isso tem que ser assim, por isso nos fazem pensar que as coisas são sempre coincidência, que se deve aceitar o sofrimento e a injustiça.


Mas ninguém nos ensina que tudo que ocorre na nossa vida é fruto da nossa criação, da nossa responsabilidade, e que a vida é o livre arbítrio e a experiência e que compaixão e amor é pode-se viver bem.  Mas como o tema diz, a responsabilidade é nossa, toda nossa, pela incapacidade  de querer liberdade, aprender mais, conhecer a si mesmo, pensar, sim pensar, porque as pessoas não pensam actualmente elas vivem com base em ideias pré-concebidas muitas vezes atiradas ao alto que de alguma forma parecem lógicas e ficam por aí, não pesquisam mais, não aprendem mais, mas são os primeiros a julgar. Reparem que o ignorante é sempre aquele que mais julga.




Infelizmente vivemos numa consciência comum, num holograma comum de escravatura. Repara que quase ninguém vive o que sonha, mas sim vivem todos para ganhar dinheiro, porque senão, não terão isso e aquilo (MEDO). Esta é ferramenta desta sociedade para nos manter aprisionados,  MEDO. Reparem que a sociedade ocidental é das sociedades mais medrosas que existe, principalmente nos jovens. Até mesmo do AMOR as pessoas têm medo, querem viver aqueles amores fictícios que aparecem muitas vezes na TV sem se conhecerem a si mesmas e muito menos aprender o que é o outro.
O que nos ocorre é nossa responsabilidade, porque assumimos que temos um autoridade, que supostamente escolhemos, mas que se sente no direito de nos sugar ao máximo. Somos responsáveis pelo que nos acontece na vida, de bom e de mal devido a nossa postura e energia perante a vida. Somo responsáveis porque não queremos nos conhecer melhor, estar mais em contacto com o nosso EU, em vez de simplesmente seguir os outros e ser mais um robot. Até mesmo a nossa educação é feita para criar robots e escravos, todos aqueles que querem pensar livremente, são muitas vezes obrigados a sair deste sistema, porque se sentem presos, visto que pensam fora da caixa.

É preciso despertarmos e nos responsabilizarmos pela nossa própria vida, em vez de procuramos culpas externas, deixar de nos julgar e julgar os outros e interiorizarmos o que realmente somos e queremos. Precisamos de buscar e ter mais luz nas nossas vidas.


Por uma evolução de consciência colectiva.




PS: TODOS DEVIAM VER ESTE VÍDEO, DADO POR UMA LEITORA AMIGA.
http://www.youtube.com/watch?v=nJCW6AbCoWQ&feature=related

Poderá interessar também..

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...