domingo, 18 de maio de 2014

O que não se fez



Do que não disse,
do que não nos foi dito,
da pessoa que não se amou,
da pessoa que não nos amou,
dos lábios que não beijou,
da mão que não segurou,
do caminho que não caminhou,
as palavras que não ouviu,
da emoção que não exprimiu,
da aventura que não viveu,
da paixão que não correspondeu,
da lágrima que não escorreu,
do choro que não chorou,
da decisão que não tomou,
da dor que não doeu, 
da ferida que não cicatrizou,
do adeus que não despediu,
do telefonema que não atendeu,
da mensagem que não leu,
da carta que não entregou,
do encontro que não apareceu,
do perdão que não perdoou
das infinitas coisas que não se fez...

é impressionante que muitas vezes nos arrependemos mais pelo que não fizemos do que pelo que fizemos. Grande parte deste "não feito" vêm do medo, ego e dor. Estes condicionam muita vezes a capacidade de viver, de segurar, de soltar, de amar, ser amada/o, de falar, ouvir, e vários outros infinitos factores, diversificados pela infinidade de almas que habitam no universo.

1 comentário:

Vanda Angelica disse...

O medo de errar e de ser rejeitado, congela muitas vezes a tomada de decisões que poderiam mudar o rumo de nossas vidas.

Poderá interessar também..

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...