quinta-feira, 17 de abril de 2014

Combatemos o racismo?


Após ver alguns filmes, que retratam a escravatura negra, como "Django", "12 anos escravo", pergunto-me se de facto estamos a "combater" o racismo.

A minha opinião é que este tipo de filme já não fazem sentido de ser. Muitos podem advogar que serve para lembrar da crueldade da escravidão, mas eu defendo que não.

Este tipo de filme só serve para incitar ódio nos negros em relação aos brancos. Quer queiram quer não, é preciso lembrar que muito embora um filme possa ser uma obra de ficção, onde os factos são muitas vezes diminuídos ou exagerados, o telespectador carregará emocionalmente como se de uma coisa real se tratasse. Noutra visão, também serve de lembrança dos negros que foram escravos e para envergonhar o branco.

Há uma parte da história que não é contada, que muitas pessoas não têm noção, até mesmo os brancos. Antes de existir a escravatura dos negros, melhor dizendo, antes de existir a escravatura dos não brancos, já os brancos eram escravos.  Sim, porque a estrutura de reinado existente iniciou com base na escravatura.

De facto, a escravatura negra ganha preponderância por causa da logística associada, com o comércio triangular. Mas não obstante a isso, acho que este tipo de filme já não devia ser feito. 

Também defendo esta opinião porque estes filmes usam a técnica de preparar o espectador para aceitação da violência desmedida. Se repararem, estes filmes apresentam cenas de de pura maldade de uma parte, para que mais tarde a outra parte possa praticar maldade, mas já com o consentimento do espectador. Criando aquela sensação de justiça e vingança justificada. Observei isso no filme Django, e confesso que não gostei.

É preciso lembrarmos que sem o apoio dos brancos não existiria a liberdade dos negros e outros, pois eles também enfileiram na luta pela liberdade dos povos.

Acredito que a luta também passa por reconciliar, pois nenhuma relação sobrevive se se mantiver a lembrança das coisas negativas infligidas um ao outro, principalmente de forma gráfica.

Quanto o conceito de racismo, sendo supostamente uma sociedade democrata, acho que qualquer um tem esse direito de pensamento, desde de que a sua ideia não o subjugue ou prejudique o outro. Até porque, hipocrisia à parte, todos nós temos qualquer tipo de preconceito.

2 comentários:

Haddock disse...

Saw both the movies and I feel both fall short of "good standard movie"

O homem e a mente disse...

Yes, but the problem is that those movies have contents that remind all the time the the slavery from white to black people. Give the social situation at this days lot of black people get very negative feelings, and also accept the violence against white person base o that justification. So I think that we should not show this kind of scenes.

The main problem of "standard movie" today is that violence became normal, and that's why our young people are able to see someone dying and that picture instead of trying to help. Because for them it's normal, and standard.

Thank you for your comment. :)

Poderá interessar também..

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...