sábado, 24 de novembro de 2012

A amor e paixão do caos e desordem


Existem relações que são basicamente caóticas, não pelo facto de existir necessariamente desacordos mas pela falta de suposto "padrão" de relacionamento.

Muitas vezes a paixão por alguém aparece precisamente por esta pessoa ser exactamente o nosso inverso. É comum, quando um dos membros do casal é muito estruturado, o outro é de pensamento livre e caótico. Muita gente não compreende, inclusive os próprios porque motivo esta ligação funciona e é tão forte.

O que acontece na realidade está tudo relacionado com emoções. O namorado ou namorada normal, a relação cresce baseado num modelo quase premeditado "quase boring", tudo calculado, pré-visível, e por aí se vai desenvolvento uma relação. Esta relação eventualmente cria habituação ou dependência, que muitas vezes é confundido com Amor.

Nos casos caóticos, a beleza está exactamente não saber como será amanhã, não há programa, e a montanha russa de emoções muitas vezes são extremas saindo das mais baixas para as mais altas em questões de minutos. Por incrível que pareça, muitas vezes quanto mais a cônjuge retirar o outro do sério, mais paixão este terá. Quanto mais o fizer extravasar, rir, correr, assustar mais colado fica. A estratégia de dualidade de emoções, leva a um conflito tanto de emoções como de lógica. Existem vários exemplos, como a dor e o prazer, o quente e frio, discussão e sexo,  todas e várias combinações de diferentes sinestesias, provocam um conflito tal que faz com que a pessoa fique literalmente apaixonada.

O facto de não saber como será o próximo encontro, provoca um ansiedade, e está muita vezes tornam-se numa dependência, pois vive-se uma relação com muitos estímulos. E esse hábito muitas vezes cria demasiada expectativa sobre o parceiro e quando não correspondida pode criar atritos e estragar relação.

A verdade é que as pessoas que são caóticas nos relacionamentos, normalmente proporcionam ao parceiro mais vida, aventuras, jogos, dramas e tragédias, retiram o outro da zona de conforto, expondo-o sobre vários tipos de emoções. E este sobe e desce de emoções faz com que poucas horas com essa pessoa parecem semanas, pois elas aumentam a experiência do que é viver, pois vivem de forma intensa.

7 comentários:

Chá das Cinco disse...

Em primeiro lugar quero te dizer que amo o teu blog! Você escreve o que muitos guardam dentro do peito,mas não sabem como exteriorizar,você faz isso para elas,parabéns.

No meu consultório chega pessoas viciadas nos seus parceiros,infelizmente causando-lhes desequilíbrio de toda ordem,inclusive o desequilíbrio físico. Quando sentem que estão no fundo do poço emocional procuram ajuda,mas chegam destruídos,verdadeiros farrapos humanos.
Se respeitar é o primeiro remédio a ser receitado.

Aproveitando:

Falando da minha postagem...
Você foi o primeiro a comentar,e acho que um dos poucos porque ninguém gosta de assumir o seu lado mais forte.

Geralmente as postagens onde descrevo o meu lado angelical são as mais comentadas.
Muitos querem aplausos para abastecer a feira da vaidade então fica mais fácil fazer o papel do bom samaritano.

O medo da critica motiva compor postagens mais light,estou longe de sentir medo do crivo social.
Não tenho problema em mostrar como sou de verdade,estou feliz com o resultado da minha vida e foi graças o meu modo de agir.Penso que "time que está ganhando não se mexe"não é mesmo?

A palavra Preconceito causa rejeição,ri muito quando vi o contador passar de duzentas visitas em apenas um dia e todos passaram pelo meu blog caladinhos rs
Corajoso você heim?

Beijos
Gemária Sampaio


O homem e a mente disse...

Normalmente as pessoas estão sempre a espera que os outros precisem da sua pena e aprovação. Não fui corajoso, mas sim honesto, coisa que muita gente não é, sequer para si próprio.

Chá das Cinco disse...

Gosto da tua maneira de pensar.
Parabéns pela personalidade marcante.
Beijos

Luna Blanca disse...

A leitura de um bom livro é um diálogo incessante: o livro fala e a alma responde.

Lindo blog.

Luna Blanca disse...

A leitura de um bom livro é um diálogo incessante: o livro fala e a alma responde.
Lindo blog.

Almateia disse...

Olá
Parabéns pelo blog! Fiquei com uma curiosidade tremenda, espero que possa me ajudar. De quem é a tela que postou acima? Forte abraço

ohomem eamente disse...

Caro,

Também não sei :( hehehe. Obrigado.

Poderá interessar também..

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...