sábado, 6 de agosto de 2011

Sistema de crenças

As crenças fazem parte do nosso quotidiano, aliás, toda e qualquer sociedade é construida com base em crenças. Este tema tem como objetivo fazer compreender de que tudo aquilo que uma sociedade acredita, foi criado por alguém que instituiu como sendo uma verdade. Mas esta crença na realidade não constitui uma verdade, simplesmente um conceito mental para nos fazer comportar de determinada forma. É importante também conhecer a origem, ou seja, é importante saber de onde tudo começou para se perceber no que se acredita, e o porquê se acredita
Repare, boa parte do continente africano é cristão, muito são católicos, se os perguntar porque acreditam em Jesus, será dada uma resposta totalmente mágica do que é crer em Deus e Jesus. No entanto ele não sabe a origem da sua crença. Na realidade, ele só é cristão porque algum dia, alguém colonizou o seu país e como forma de controlo e domínio lhes foi imputado o cristianismo, e na época em questão o catolicismo. No entanto, a crença hoje é tão forte que nem questionam como era possível que a mesma igreja católica que hoje tanto africanos amam sequer os considerava Humanos, achava divino a tortura e maus tratos, porque possuíam pele escura. Isso só significa que se fosse a China que tivesse chegado primeiro, a crença já não seria cristã, seria outra coisa qualquer. Onde quero chegar é, todo sistema de crenças é instituído por meio de conquista ou força, e dizer conquista e força não tem que ser necessariamente física. Um exemplo é a religião católica, que foi instituída por reis e a força. Na época da escravatura a crença de que o branco colonialista era mais forte, permitia que 200 escravos negros fossem controlados por 5 capatazes brancos.
Todo sistema de crenças é criado com base numa perceção conjunta de um grupo de pessoas que necessariamente pode ou não constituir uma verdade para outro. Aliás o que é a verdade? O que pretendo fazer notar é que enquanto num país se acredita que a vaca é sagrada noutro come-se a vaca (animal :P). Será que em ambos os casos ninguém questionou se a vaca é realmente sagrada, e se realmente se constitui uma verdade então porque motivo os que comem não lhe acontece algo.
Assumindo que somos todos iguais e seres (humanos), porque motivo se aceitou um Rei, o que tem ele a mais que os restantes? Todo o sistema governamental, hierárquico, monárquico só existe porque as pessoas creem neles. Todo este poder mais do que riqueza foi adquirido simplesmente pelo controlo de informação, do conhecimento, algo que acontece ainda hoje.
O dinheiro também é um sistema de crenças, porque o papel impresso não tem nenhum valor a não ser o que todo o coletivo acredita que vale. Significa que cada nota que tem em mão na realidade não tem valor algum, vale aquilo que a crença incutida determinou.
Outro exemplo de crença é o diamante, para quem se lembra ninguém dava valor ao diamante até que a publicidade criou a crença de que era valioso e que era a coisa certa  para oferecer num anel de noivado. Aliás as técnicas de marketing é exatamente a criação de uma crença de que um produto nos fará mais feliz.
Antigamente na sociedade ocidental era considerado de baixo nível uma mulher fumar e beber bebidas alcoólicas, mas com a introdução  de filmes, patrocinados também pela empresas de tabaco, as mulher fumadoras apresentavam-se de forma sexy, com certo glamour e sucesso. Estava diretamente ligada a ser apreciada pelo homens e isso catapultou para uma busca das mulher pelo cigarro e por bebidas,  e moldou a aceitação do homem como sendo algo sexy e chique a mulher fumar e beber.
Atualmente observa-se a mesma estratégia em relação ao homossexualismo, apresentado em filmes séries, novelas etc. Muitos filmes, séries até mesmo novelas são ferramentas para ir moldando a forma de observar ou mesmo julgar determinados atos. Por exemplo, a aceitação de um presidente americano negro já a algum tempo foi preparada, em filmes e séries que apresentavam o presidente do EUA negro. Esta é uma forma de ir moldando a forma de pensar e aceitar das pessoas, sem que a pessoa acuse muito a diferença. Muitos não sabem, mas o conceito da máfia italiana como atualmente é conhecido só surgiu na realidade depois do primeiro filme mostrar toda essa estrutura, só a partir daí surgiram a forma de crime violento tal como passava nos filmes.
Boa parte de série e filmes são formas de propaganda. Um exemplo, é o típico filme, série, banda desenhada de super herói, americanas, que é o conceito de salvar o mundo. Não há pais com maior necessidade de super-heróis que o EUA. Repara que nos filmes se algo envolve o mundo acontece nos EUA. Essa é uma técnica utilizada para incutir o significado de que representa o mundo, aprendida da antiga união soviética. A cultura é a primeira forma de conquista de qualquer nação, porque a cultura também é um sistema de crenças. E quando cultura de um pais é amplamente aceite noutro pais torna mais fácil a aceitação por parte do povo as ideias de outro pais, por este motivo nos países comunistas via-se muitos filmes soviéticos, como agora se vê muito americanos. Todas estas técnicas fazem parte da engenharia social.
Todo sistema de crenças é incutido desde criança, e começa com os pais numa fase inicial e é crivada com a educação. Repare que o sistema educacional está diretamente relacionado com a sobrevivência, a pessoa tem que estudar para poder ter trabalho e ganhar dinheiro. A educação não é orientada ao auto-conhecimento e desenvolvimento pessoal. Até o mundo científico é baseado em crenças, principalmente por pessoas que necessitam ter o ego alimentado, tendem a desaprovar formas de pensamento científico que não estejam dentro dos limites de suas crenças.
Por exemplo, hoje o sistema educacional apoia-se na teoria de Darwing, mas é só uma visão que prova a sua observação, ou seja, acreditava que tudo acontecera da forma por ele descrita. No entanto existem fatos que esta teoria já não funciona, mas estes raramente são falados pelas o sistema de crenças, porque quando são abordados por algum cientista é considerado como ir contra a teoria de Darwing, que por si só é humano como outro qualquer, passível de erro e engano na sua observação. Para perceber melhor o que quero dizer, dou o seguinte exemplo:
Para quem cresceu a conhecer a jaca, identifica a jaca como tal, e assim sendo numa escrita descritiva do fruto esta pessoa falará todos os aspetos do fruto. Para um estrangeiro que nunca viu uma jaca, ao comer e para poder identificar a jaca de modo que outras pessoas possam conhecer o fruto, na sua escrita, fará uma comparação do sabor com outro fruto que já pertença a sua base de conhecimento. Assim, quem ler a descrição deste último, se ele disse que o sabor da jaca se aproxima, por exemplo do ananás, esta pessoa, passará a ter a crença que a jaca tem um sabor parecido com o do ananás, e aí se criou uma crença. Se ela lesse a a descrição do primeiro autor só teria noção da sua descrição se já tivesse provado, senão seria somente uma ideia abstrata.

Resumindo, a crença também tem a ver com o nível de conhecimento, de informação e sabedoria que a pessoa tem. Por este motivo é que toda informação é nos dada sempre de determinada forma para manter determinada crença. Repare que hoje só aceitamos que a terra é redonda não por provas científicas, mas porque ouve uma libertação das crenças religiosas, caso contrário muito embora provas científicas, ainda se acreditaria na terra plana. Isso significa que tudo que acreditamos não vem necessariamente do que sabemos, mas sim do que querem que acreditemos para nos poder dominar ou moldar.


A importância de percebermos o sistema de crenças recai no aprendizado que se tem sobre a nossa própria forma de pensar, agir e julgar. Realça a necessidade do saber e questionar o porquê, ao contrário de ser simplesmente um seguidor por qualquer justificação que é dada. Todas as formas de domínio são exploradas com base no ignorância, controlo de informação e divisão. As crenças são incutidas e estas quando aceites sem compreensão de sua origem conduzem a perda do livre arbítrio. Mesmo no suposto estado democrático, os políticos conduzem nações com base nas suas crenças, e essas nem sempre são a do povo, poderá afirmar que não, mas a verdade é que a maior parte das coisas que se decide num pais o próprio povo que votou não sabe, porque não é dada esta informação.

Também é importante para perceber quanta influência o meio tem sobre si, pergunte a si mesmo, o que acredita que mais ninguém acredita. A crença é um tema tão significativo, principalmente para os dias de hoje, onde começa a vir à superfície muito que se considerava "teoria da conspiração". Poucas pessoas se lembram de que Hitler esteve no poder com os votos do povo, e o mesmo povo quando foi alertado também achava que eram teorias. Quando Sidney O'Connor rasgou a foto do papa, foi amplamente criticada e vaiada num concerto, hoje quase 20 anos depois, essas mesmas pessoas que vaiaram devia pronunciar-se. A crença de que padres são santos permitiu exatamente que se mantivesse essas vítimas de violência caladas. 

A maior parte das crenças de hoje são com base em técnicas de desinformação, aplicada nos meios noticiosos, a gripe A, o aquecimento global são uma delas, usado um para criar pânico e pandemia provocada por laboratórios e outro simplesmente para promover a bolsa de carbono, onde cobram e negoceiam taxas de carbono. A crença da necessidade de salvar o planeta, é para além de engano, uma autêntica estupidez, não passa de uma técnica de evangelização como a juventude nazista. Digo isso porque, primeiro, a terra tem biliões de anos ou mais, e querem dizer que miúdos de 15 a 25 anos é que vão salvar o planeta? Quando boa parte deles sequer sabe tomar conta de si mesmo, tem graves problemas de auto-estima e socialização? Até pergunto quem lhe disse que o planeta precisa de ser salvo, o planeta?

Para se ter pensamento de livre arbítrio é necessário separar o que é formas de pensamento incutidas por algumas crenças externas, a cima de tudo é necessário ter  informação correta.

8 comentários:

Natalia Barbosa disse...

Adoreiii esse artigo , muito beem elaborado e com argumentos lógicos que convenvem qualquer leitor.Parabéns pelo trabalho!

O homem e a mente disse...

Obrigado, volte sempre e comente mesmo que discordar a ideia é aprender também.

António Gallobar disse...

Realmente um trabalho notavel, parabens

O homem e a mente disse...

Muito obrigado

Michaely Zecchi disse...

O mundo com certeza precisa de mais mentes abertas como a sua! Ótimo trabalho, me ajudou muito!

O homem e a mente disse...

Obrigado, fiquei curioso como o artigo terá ajudado :D

Volte sempre

Denise Rache disse...

Sistema de Crenças... Como é importante reconhece-las!!!

O homem e a mente disse...

De facto, dado que é determinante na nossa própria existência. obrigado pela leitura e volte sempre.

Poderá interessar também..

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...