quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Choro



Quando muitos se envergonham,
eu confesso, eu choro.

Choro como forma de terapia,
choro para aliviar a alma
de tristezas actuais
ou de alegrias passadas.

Choro não com o estigma
de dor,
mas com a consciência
do que é viver.

Choro pela morte
do passado
e pelo
nascimento do futuro.

Choro, nem que seja só para sentir o sabor
salgado das lágrimas,e ter certeza que,
como ser humano, vulnerável sou,
mas não fraco por chorar


8 comentários:

Anónimo disse...

Confesso que não me lembro da última vez que chorei, não, minto. Foi quando a minha falecida Avó mãe da minha mãe faleceu, chorei de tristeza por ter a certeza que nunca mais veria aquele rosto aquela pessoa que me era muito querida e a qual devo a vida. Sim, chorar faz bem a alma, limpa as impurezas da vida desintoxica o corpo, limpa-nos a alma e alivia-nos o peso no coração. Resumindo é um mal que vem para o bem quando choramos de tristeza, enfim uma forma de expressão. Mas para ser franco, sou daqueles que não chora, as lágrimas podem vir-me aos olhos, mas não caem...

Ass: CRK

Catia Graça disse...

Um dia ouvi, "chorar é tao natural como rir" ...

O facto de ter sido instituido socialmente a vergonha do "chorar" principalmente para os homens, felizmente nos dias de hoje ja se começa a ver alterações na maneira de pensar não se valorizando tanto essa máxima.

Talvez o que seja "vergonhoso" nao seja chorar, mas sim fazer o "choradinho", sendo esta uma das caracteristicas do povo português, que quando perguntamos se está tudo bem, inicia logo o seu "choradinho" referindo um manancial de supostos problemas ,... O que nao deixa de ser irónico o "povo" se envergonhar de chorar e se fazer de forte perante a sociedade, mas depois mostra ainda maior fraqueza e futilidade.

Provem o sabor das vossas lágrimas, sintam a suavidade e harmonia com que estas deslizam pelo vosso rosto,..., é uma parte natural de nós que temos de saber apreciar tambem.

Quanto ao que vos faz chorar, reflictam sobre o facto e com o tempo retirem algo de positivo, pois em cada lágrima deitada outrora existe sempre ensinamentos.

(gosto da letra da musica ;o))

Anónimo disse...

Amigo ambos gostamos de tocar guitarra e ambos gostamos de escrever.
"...Quando escorre uma lágrima salgada pelo nosso rosto, por vezes triste e amargurado, por vezes sorridente e triunfante, a nossa alma fala connosco. Sussurra - nos sentimentos que n conseguimos conter dentro do peito. Em breves lágrimas escrevemos um pedaço de nós. Contamos fragmentos da nossa existência. Expressamos ao mundo a nossa dor ou alegria, num murmúrio surdo de tristeza atroz ou num grito estridente de emoção.

Por breves instantes debrucemo-nos sobre a alegria. Tão forte e mágico o momento que nos faz expressar em lágrimas o que sentimos. Não vos parece? Transbordar pelos poros do nosso corpo a sincera adrenalina da felicidade. Não existe algo mais forte do que a felicidade, não existe algo mais forte do que o amor. Esse ser que move montanhas, arrasa barreira e nos faz sentir simplesmente, vivos. Contudo é também ele que nos faz verter lágrimas de sangue, nos torce e nos dobra, deixando-nos na amargura de sentirmos o quanto pequenos somos perante a sua sublime presença. Eu ajoelho-me quando o sinto e dedico-lhe a minha vida. Existe algo mais belo do que amar e ser amado? Vale toda as lágrimas que derramamos ao longo na nossa breve existência? Direi que sim. Direi que não sei viver de outra forma. Gritarei ao mundo que as lágrimas que escorrem pelo meu rosto alegre, transformaram o mais íntimo recanto do meu ser e me fizeram renascer. Sorriam meus senhores e por favor dêem-me as vossas mãos, pois irei ver num brilho de olhos molhados que também vós renascestes..."

Abraço


Ricardo Reis (salsa)

ROSA AZUL disse...

Bem Kilson ja comeco a ficar preocupada contigo.Chorar faz bem a alma como mulher posso te dizer isso mas choradeira ninguem aguenta.
Levanta a moral do teu blog, porque antes do choro ja vinha o coracao magoado e por ai vai....Kisses da Rosa Azul

O homem e a mente disse...

Amigos adorei os vosso comentário. Any eu não estou a chorar eu vou explicar como escrevo certas coisas no próximo post :). Ricardo fico contente por estares cá e vejo que ainda temos algo mais em comum, a escrita hehehe.

Maria Rosa disse...

O choro é para mim o processo de digestão de um sentimento.
Não é fraco nem é forte, não lhe encontro adjectivos, é dentro e é verdadeiro seja ele triste ou, como diz acima o texto de Ricardo Reis, seja ele ridente.

O homem e a mente disse...

Sim é uma boa forma de limpar certas mágoas, mas só quando são mesmo para limpar e não para viver a lamentar.

Sheilinha Fernandes disse...

nossaa quee lindoo ameii cada palavraa eu too em um momentoo de reflexão, too meio perdidaa sabee, não sei onde é meu lugar, seu recado jáa mee ajudou muiito... *-* agradeço sejaa sempree beem vindo aqui**

Poderá interessar também..

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...