segunda-feira, 23 de março de 2009

Amor e o homem



Amar alguém definitivamente é algo que todos queremos, mas que antes requer ter conhecimento de nós mesmo, do nosso próprio eu. O nosso parceiro ou cônjuge tanto pode ser alguém que nos põe no topo da mais alta felicidade, como alguém que nos enterra na maior das depressões.

Amar alguém sem conhecimento do que se é, sem se amar a si mesmo, leva muitas vezes com que as pessoas depositem tanto na outra pessoa, que nada resta para elas mesmo quando este relacionamento termina. Antes da procurar por uma alma gémea, é necessário fazer a procura por nós mesmo, até porque como saberá da alma gémea se não se conhece e sequer sabe o que quer.

Mais difícil ainda é a aceitação da busca interior, porque em geral muitos têm medo de se confrontarem com consigo mesmo, com o que sentem, medo, receios e até mesmo personalidade. No entanto é passo importante para que se possa estar sólido. Pode parecer insegurança ou medo, pois muito acreditam que deve se dar todo amor que se tem. Vejamos, amor é vida e vida é amor, no entanto se der todo seu amor a alguém, inclusive o amor próprio, significa que está a dar a própria vida a essa pessoa e se ela se for embora nada mais lhe resta. Significa isso que não nos devemos entregar ao amor, entregar a vida? Não.

Amar alguém não é depender desta pessoa, já lá foi o tempo que era assim por questões sociais, financeiras, entre outras. Actualmente só se for escolha da pessoa. Actualmente amar, é como partilhar energias, dar tanto quanto se recebe, é a partilha da vida e consequentemente do amor, dado pelos os 2 e não simplesmente por um lado.

Reconheça quem é, antes de procurar por outra pessoa. Principalmente a quem se apaixona à primeira vista, é necessário lembrar que muito daquela paixão é algo fictício, porque pode não retratar o que a verdadeira pessoa é, ver alguém, é totalmente diferente em conviver com a mesma pessoa no dia-a-dia, no íntimo.

Descubra a si mesmo e descobrirá o outro.

Devido a uma conversa no msn com um amigo vou esclarecer algo:

"Dar a vida por alguém é diferente de dar a vida a alguém."

10 comentários:

jolly disse...

this heart is very beautiful

ParadoXos disse...

Uma reflexão profunda e muito prática sobre a prática do amor! Gostei do acróstico:
A
M
A
R

ai o amor, às vezes uma muralha tão complexa de equilibrar, mas tens aqui dicas que vale a pena reter e pôr em acção!

Foi como te disse amigo: és um excelente mestre da psiké humana!

Abraço forte!

Anónimo disse...

o auto conhecimento é interminavel,é um ciclo desregular com desvios e interferencias.
... depois da ilusao,da ficçao,dos delirios de paixao sempre chega o amor ou desamor.
Luisíndia

ROSA AZUL disse...

Bem pratica esse ponto de vista sobre amor.
Na pratica da vida deveria de ser desse jeito mas a vida em si mostra que 'e mestre da situacao.E quando vem a materia do amor, ficamos gigantes ou anoes.
Uma coisa 'e certa, de todas as experiencias que tive ate aqui cheguei a conclusao que a melhor coisa 'e a nao dependencia emocional.E isso eu ja tirei de letra, quero dizer que estou superada.Hoje estou num ponto que amarei de longe a quem me fizer mal e sentira' todo o meu amor a quem me amar.Auto-conhecimento???'E um processo longo para a maioria de nos'. Um sabio nos ultimos dias da sua existencia disse um aprendiz " eu afinal nao sabia que gostava de ovos estrelados".
Se tu nao sabes o tipo de ovo que te agrada, entao nao estas nem na metade do teu auto-conhecimento.
Voltando ao Amor, desconfio que seja a irma- gemea da Fenix. O Amor se reacende das cinzas(experiencia ), duplica-se e triplica-se nos tempos dubios, e te empurra para grandes proezas.
Aquele abraco bro.

Val Du disse...

Oiiii.

O amor é um grande laço
Um passo pra uma armadilha

Assim cantou o sábio Djavan, :)

Realmente: só quem se conhece tem mais chance de viver relacionamentos duradouros.

Para segurar um relacionamento pleno: só o amor não basta, pois é preciso entrega. Logo: só quem se conhece muito bem pode fazer isso.
A pessoa tem que saber muito bem de suas fantasias e emoções, para não tornar um relacionamento sufocante e cheio de cobranças.

Abraços

susana disse...

Amigo,
Gosto sempre daquilo que escreves, mas este texto é especial. Especial como tu, um ser sensível e extremamente perspicaz.
Que a tua imaginação e sapiência nunca te abandonem.

Realmente, enquanto não nos conhecermos e nos aceitarmos não estamos preparados para o passo seguinte.

Parabéns pelo blog.
Foi bom ter-te conhecido.

Beijos

GIRASSOLA disse...

ora bem... vamos ver se comento com pés e cabeça...

(por agora vamos por parágrafos...eheheheh)

1º parágrafo:
A grande paixão das nossas vidas (e considero que temos uma apenas...) é precisamente a que nos faz ter uma montanha russa de sentimentos... Porque será?

2º e parte do 3º parágrafo...
Mais difícil do que enfrentarmos os outros... é enfrentarmo-nos a nós próprios! E pouca gente tem essa coragem!

3º parágrafo...
Acho que não damos o nosso amor-próprio ao outro... não temos é amor-próprio suficiente, e como tal não nos devíamos dar ao outro dessa maneira...

4º parágrafo...
Lá dizia o outro... "O amor maduro diz: Preciso de ti, porque te amo. O amor imaturo diz: Amo-te porque preciso de ti."

ùltimo parágrafo...
Não comento... concordo com tudo...

Beijos

Cristina
Girassola :-)

O homem e a mente disse...

Amigos são coisas que observo as vezes, ou oiço em conversas com outras pessoas e simplesmente passo aqui o meu ponto de vista.

A maior batalha que se pode ter é lutar contra nós mesmo. As pessoas em geral preferem esconder tudo dentro delas e fingir que nunca aconteceu, mas depois vivem deambulando a procura do próprio eu, a procura de cura para as próprias mágoas, desilusões sem mexer no profundo.

A coragem de conhecer a nós mesmos é necessária para o valor próprio, onde encontrar esta coragem é que são elas hihihihi.

De facto Girassola eu também acredito que só se tem uma grande paixão um única vez, e realmente faz-nos andar num turbilhão de emoções que as vezes não dá para ficar para sempre, porque será?

Disse-me um amigo:" nem sempre a nossa felicidade está com aquela pessoa por quem temos um grande paixão"

Val Du de facto é 100% verdade o que disseste, há muitos amores que se baseiam em cobranças o que é mau.

Obrigado por lerem e obrigado por comentarem por assim aprendo também com vocês.

Carolina disse...

Bem... encontrei o teu blog por "acaso". Além de acreditar que nada acontece por acaso. Penso que tudo tem uma razao de ser. E aqui está!
Apenas queria saber a simbologia da rosa vermelha, e acabei por ler textos completamente fantásticos e que me prenderam completamnete ao ecran. (e eu com tanta coisa para fazer). ehehe

Agora estarei mais atenta ao teu blog. E já agora: obrigado pela partilha. :D

Carolina

O homem e a mente disse...

Muito obrigado pelo comentário e pelo elogio e comente sempre.

Poderá interessar também..

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...