quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Conforto solitário




Porque será que é bem mais fácil não gostar de alguém, não estar sentimentalmente ligado a alguém?

Quando gostamos de alguém, ou nos interessamos por alguém, há uma convolução de pensamentos contraditórios que nos envolve, pensamento que muitas vezes nos tiram o sossego e nos dá certa angústia do inesperado.

Muitos sentimentos se esbatem no vazio quando não correspondidos, enquanto outros explodem na imensidão do universo quando compartilhado.


O conforto solitário, elimina o pensamento naquela pessoa, a necessidade de sentir a correspondência no sentimento, a necessidade do toque, olhar e beijar vindo de outra pessoa.

Protege das lágrimas do sofrimento , depressão da desilusão, das marcas do fim. Mas também evita as explosões de alegria, a brilhar nos olhos de quando se vê este alguém, assim como o abraço apertado que une dois corações no mesmo pulsar de sentimentos.


O conforto solitário, é a rosa num solitário, que, mesmo bela, somente ela consegue conviver com os seus próprios espinhos, não deixando ninguém da sua espécie apreciar a sua beleza de perto.

Contudo as vezes é bem mais fácil quando não se gosta de alguém, mesmo que muita vezes esta solidão te consuma em lágrimas.

13 comentários:

Susana disse...

Meu amigo, não concordo com estas palavras. Mostram a solidão como um caminho mais fácil e isso não é verdade. É uma fuga.REstar sozinho também implica sofrimento e luta diária contra o vazio. É preferivel arriscar e doer, doer mesmo muito, do que fugir dos sentimentos.
Proteger das lágrimas, não. Elas são sempre derramdas quando nos sentimos tristes....sozinhos ou não

O homem e a mente disse...

Idem. Eu também discordo das minhas próprias palavras, mas o que escrevi é precisamente para se tomar uma decisão.

Tu fizeste a tua escolha, mas há quem tenha escolhido o contrário, ou sequer tenha escolhido. Adorei o comentário

O homem e a mente disse...

Convolução é um operador que, a partir de duas funções, produz uma terceira. O conceito de convolução está ligado ao de média móvel, e é crucial no estudo de sistemas lineares invariantes no tempo.

Pare dissipar dúvidas hehehe, para mais pormenores consultar wikipédia.

Anónimo disse...

fogo, amor é uma coisa que dá muito cansaço, mas enfim precisamos dele para viver e aturar os calhantes nas nossas vidas nao ha nada a fazer.... faz parte...é fustrante desenhar a estrada percorrer toda ela e descobrir que o fim nao foi desenhado, so resta voltar ao inicio, e voltar a fazer um outro ercurso mas com um fim pré-destinado, rezando para que seje o certo!!!! :(
japooneza

O homem e a mente disse...

É este o medo que muitos têm, daí a aposta na solidão, como forma de protecção. Mas viver é exactamente isso, dormir sem saber se vamos acordar.

Susana disse...

e pensar que a oportunidade de hoje amanhã pode já não existir.... por isso vale a pena arriscar!!!

Maria Rosa disse...

A solidão é uma escolha?

imagina um ring de box e um pugilista encostado às cordas... Assim é a solidão uma circunstância da liberdade que nos deixou sem escolha.

o Homem quando sozinho não escolheu, de alguma forma num qq tempo enviuvou

Bom dia!

O homem e a mente disse...

Sim, enviuvou da vida, do amor, da alegria de se ter alguém. Mas em muitos casos é escolha, pelas cicatrizes do passado e medo do futuro.

Anónimo disse...

Acho k não há soluções fáceis, seja qual for a via k se escolha, as consequências quase nunca são as que nos agradam, e a meio nos perguntamos "que burrice!!!.. se tivesse escolhido a outra via, não teria sido mais feliz?!"

Concordo com o post, pk estar desligado sentimentalmente, não prestar contas, nem criar expectativas sobre alguém.. é bem mais fácil!...

Mas para quem já provou a maçã de adão.. esta solução não se aplica. pk sabemos quão bom é ser elogiad, mimado, protegido,admirado,acarinhado...
Qd se vai por esta via, a solidão já não é a solução para a traição, a desilusão, o desespero!!..

A solução é apenas uma: não pensar na "meda" que se fez e passar p a próxima "meda"** (hahahahha...)


Um xi solidário a tds os desesperados, k tentam desesperadamente dar resposta ao inevitável ;)

FN

Maria Rosa disse...

"Um xi solidário a tds os desesperados, k tentam desesperadamente dar resposta ao inevitável ;)"

:)A solidão não é uma inevitabilidade.:) Diria o Jardel (grande ponta de lança:) "graças a Deus" :)
Há momentos que o são inevitavelmente e ainda bem. O momento criativo por exemplo é um. A busca criativa é sempre solitária porque é intima mas o post não fala dos momentos da solitude mas da solidão que é uma coisa diferente.

As questões da solidão não se colocam com as escolhas mas com a capacidade de aprender emocionalmente com as experiências.

A vida psíquica faz-se da morte e do renascimento. A cada momento em que aprendemos morre uma ideia mas há uma nova que nasce e renascemos com ela.
A questão da solidão coloca-se exactamente quando morre uma ideia e não renasce outra porque não aprendemos, por isso falei de enviuvar. ficamos assim como que viúvos de ideias que são os nossos pilares.
Errar é próprio do que é humano (emocionalmente então hulálá é um fartote) agora não aprender com o erro e amargar... Ah meus caros! caminho directo para a solidão; - A da burrice emocional

Abreijo nada solitário (k)

O homem e a mente disse...

Numa coisa concordo contigo Flávia, só é fácil até teres provado a maçã. Falo por experiência própria, porque uma vez provado, é como droga, não que dependas dele, mas sentes falta.

Brilhante a descrição da Maria Rosa, é o que penso, morre um sentimento deve renascer outro, leve o tempo que tiver que levar, o importante é aprender com e não ficar amargurado.

A solidão é bom para revitalizar o nosso interior, reorganizar ideias, mas definitivamente não podemos para a vida por mágoas ou desilusões passadas.

Namorem sempre.:)

ROSA AZUL disse...

Oi Kilson,

Ha um "hino" dos Guns N'Roses, "November Rain" em que o coro reflecte um pouco o conforto solitario..
"So if you want to love me
Then darlin' don't refrain
Or I'll just end up walkin'
In the cold November rain
Do you need some time... on your own
Do you need some time... all alone
Everybody needs some time... on their own
Don't you know you need some time... all alone".

Penso que o teu texto reflecte a solidao que se escolhe por medo de amar alguem.Escolher entre o MEDO E O AMOR.E isso 'e uma solidao covarde.
Mas se o conforto solitario for para podermos ficar em paz e atingirmos certos objectivos na vida, entao ok.

O homem e a mente disse...

Sim tanto para um como para outro, falo daqueles que decidiram desistir de amar, por vários motivos.

Poderá interessar também..

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...