quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Porque não prometo nada a ninguém

Eu vivo instintivamente, embora algumas coisas na minha vida sejam planeadas, a maior parte é com base na direcção dos 5 elementos da terra. A minha vida chega a ser tão dinâmica que 2 dias pode fazer uma grande diferença, imagine num mês o que pode acontecer.

De uns anos para cá optei de certa forma em estar sozinho, precisamente por causa do dinamismo que me cerca. Este dinamismo não me permite estar muito tempo em lugar algum, pelo menos por enquanto, não me permite garantir quase nada a ninguém para longa data, aliás, nem mesmo para mim consigo prometer algo.

As consequências deste dinamismo é situação dúbia de querer ter alguém e ao mesmo tempo querer estar livre para movimentar para qualquer lado. Não que tenha medo de assumir alguma responsabilidade, mas noto no meu ciclo de vida que, mesmo sem querer, o dinamismo que me envolve leva-me a mover-me para outros pontos, adquirir sempre novos conhecimentos, culturas e perspectivas.

Muitas vezes parece que certas coisas foram feitas mesmo para acontecer, porque conheço sempre as pessoas certas, nos lugares mais improváveis. A sorte rodeia-me, a tal ponto que muitas vezes, mesmo nas situações em que deveria estar stressado, fico calmo, e acontece sempre algo que faz a tempestade passar. Ainda vivo coisas planeadas ao 12 anos, mas por incrível que pareça, aos 9 anos, já amava os meus filhos antes mesmo de os ter, mais incrível ainda, é que nem os tenho.

Sinto que a minha vida é como se já tivesse sido escrita, há certas coisas que parece que simplesmente me pertencem e serão minhas dentro do tempo certo. Aos 12 anos disse a mim mesmo que nasci para ter boa vida, aos 8 anos já tinha um sonho para realizar, e ando trabalhar para tal.

Deste meu mundo, as pessoas que me envolvem são espectaculares, muitas têm um grau de sensibilidade tão grande, que mesmo estando sempre nas minhas viagens sinto a sua proximidade. O que mais aprecio nestas pessoas é o facto de não terem receio em mostrar quanto apreciam a minha pessoa, assim como eu os aprecio. A estes, a única promessa que dou é que jamais os esqueço, não importando onde esteja.

A minha vida é quase tão imprevisível como a bolsa, eu gosto disso, dificilmente se consegue fazer uma estatística sobre quando vai subir ou descer. Quanto às promessas, continuo sem poder prometer nada e como o dinamismo na minha vida já gerou algumas lágrimas, continuo sozinho.

3 comentários:

Catia Graça disse...

"Nada acontece por acaso".
E tu tens a capacidade de experienciar isto a cada momento.

A tua cabeça está sempre a mil e a pedir ao teu corpo que te "leve" para mundo do conhecimento. Tal como referiste ontem por vezes dás por ti a pensar "hum, entao mas hoje nao acontece nada, ..."

Estes ultimos tempos tenho reparado que a maioria dos meus amigos se começa a questionar devido á idade (estao a entrar na casa dos 30 anos), mas estes esquecem-se que esse sentimento que os invade se prende com o facto de a "sociedade" instituir ao individuo que este se case e tenha filhos, no entanto nao tem obrigatoriamente que passar por isso, pelo menos antes ds 30 (ate porque a esperança media de vida é maior do que há uns anos atrás).

Por isso, temos de aproveitar realmente a vontade que temos dentro de nós em explorar "este mundo" que como dizes, nos pertence!

E tendo esta sociedade a "mania" de "aprisionar" quem julgamos que é nosso, nao irias conseguir realizar os teus sonhos de criança,pois terias uma mulher chata á perna a dizer-te que tens é de ter juizo, que tens de pensar nos teus filhos,...

No momento certo tud acabará por acontecer ...

Quanto á distancia, esta é apenas um promenor, pois muitas vezes quando estamos perto é quando menos valorizamos ou estamos com as pessoas que gostamos (familia, amigos,...), o que importa sao os sentimentos verdadeiros que nao se distroiem com a existencia dessa distancia.

Estás no meu coraçao e eu sei que essa distancia em nada nos afecta e que permanecerás na minha vida :oD

Orgulho-me de ti
Obrigada pela partilha que tanto me faz crescer e aprender! :oD

O homem e a mente disse...

Realmente, vivemos muito o estigma da sociedade, onde tem idade para isso e aquilo. Eu por exemplo adoro viajar, e explorar novas culturas, considero o mundo a minha melhor escola. Estar com alguém cheio de medos e limitações seria o mesmo que prisão.

Acho que mesmo casado a vida não morre por aí, muito embora exista a responsabilidade, também deve continuar a existir a vontade de viver e continuar a explorar o mundo "em família".

Por esse motivo venho trabalhando em torno do estilo de vida que gosto. Já vivo boa parte do que sempre pretendi, aos 12 sempre quis ter negócio próprio, hoje tenho, ainda há uma longa caminha para tudo aquilo que nasci para conquistar, mas estou na rota certa.

Foi bom voltar a ver-te Cátia, tanto tempo, como estive sempre em andanças hehehe, e abraçar-te de novo foi maravilhoso. Estou contente com a tua escolha para companheiro, muito embora ele ache que não, tem muito potencial, mas só quando ele realmente começar a observar mais ao espelho, e não simplesmente olhar, é que ele dará conta, de quão grande ele é realmente.

" Ele precisa observar a pessoa que está a olhar para ele quando estiver em frente do espelho."

FláVia N. disse...

(...)

Não tenho palavras caras p vos presentear, ou ainda uma ideia inédita ou tão fantástica k não tenha sido já proferida..

Apenas gostaria de partilhar o agrado que me tomou ao ler tais pensamentos..

"Porque não prometo nada a ningém.."

Na verdade, assim como muitos, um dos maiores receios que assombram as minhas decisões e quiçá influenciam o meu futuro, envolvem uma certa "desconfiança" no tipo de compromisso que estabeleço com as relações que vou criando..

A questão principal, na minha humilde opinião, não se prende com quão livres/independentes somos ou pretendemos ser..
Mas sim, quão acertadas são as nossas apostas. E a resposta é simples: Te-la-às no final!..

.. Acredito piamente que a maior parte das promessas que fiz até a data têm sido em vão.. porque prometia para que não ficasse sozinha, para que não me sentisse culpada, enfim..

.. Acho que temos de aprender a nos comprometermos: mas, mais para conosco!!

Por isso, Eu prometo:
Amar muito,
Dar muitos mimos,
Dar muita atenção ao meu cpª
Sorrir muito mais,
Beijar mais ainda..
Ser forte,
Lutadora,
Persistente..
Consistente,
Dócil,
Amável,
Fofa todos os dias..
Humilde,
Perpiscaz,
Uma boa contadora de anedotas..

...

Comprometo-me a independentemente do marido, do trabalho, dos filhos, da família..

Comprometo-me a oferecer-me um sorriso todos os dias!
Para que o mundo sorria sempre um pouquinho .. todos os dias!!..


.. Um beijo Gigante ao amigo que saio da lista dos "conhecidos"..

Kandando, e desejos de mts sucessos na tua vida pessoal e profissional ;)

Poderá interessar também..

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...