quinta-feira, 18 de setembro de 2008

O homem que queria amor


Heis o homem que tanto queria o amor, mas nunca o pediu, por ter medo do que lhe poderia ser dado.

4 comentários:

Catia Graça disse...

O medo impede-nos realmente de tirar partido das mais belas e simples experiencias da vida.

Talvez esse homem ainda nao se amasse a si proprio, pois se realmente se amasse teria percebido que temos de arriscar em vez de recalcarmos as nossas necessidades, isto porque sermos amados é tambem uma e talvez a grande necessidade do ser humano.

Se nao nos amarmos a nós primeiro, nao estaremos preparados para receber e partilhar o amor, e daí poderá surgir o medo de nos entregarmos ao amor pelo facto de nao sabermos o que poderemos receber. Talvez por nao sabermos o que é o amor (começando este no amor proprio) que o receamos.

O homem e a mente disse...

Chegaste a essência da coisa como sempre hehehe. Posso dizer que são vários os medos de muitos.

Quando refiro-me o medo do que lhe seria dado é exactamente a insegurança da própria pessoa, e também do que a outra poderia ser, como seria, o que transmitisse a sua aparência.

Aos 9 anos sempre disse que se me casasse, seria porque amo muito aquela mulher, e sendo assim não me interessava como seria a sua aparência, mas sim, a felicidade e paz que ela me iria transmitir.

Denise disse...

Kilson!grande post!AMEI!!!!!!!nesse post ha grandes verdades!!!:)bjos!!! e espero que esteja td bem:)qquer dia temos de combinar uma saída ate ao bairro;)

O homem e a mente disse...

A muito desaparecida, é só combinarmos e vamos hehehe

Poderá interessar também..

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...