sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

Em perseguição do amor


É chocante como todos nós andamos atrás da nossa cara metade, de alguém que nos oiça, perceba, alguém para partilhar a dor, a alegria. Mais interessante ainda é ver as marcas profundas que essa experiência pode trazer.

A minha amiga tinha razão, o problema de encontrar o príncipe encantado é a quantidade de sapos que se tem que beijar.

Esta perseguição chega a ser tão penosa que chega ao ponto das pessoas recordarem mais da dor do fim da relação do que dos momentos brilhantes que ela deu. Muitas vezes os que perseguem esquecem-se o que realmente querem, muitas vezes nem sabem o que querem, e vão de experiência a experiência sem estarem satisfeitos com nada. Quando a idade aperta, e as escolhas reduziram, bem..... só resta ficar com o que calhar heheheh.

Muitos vivem na saudade do que viverem e deixam de perseguir, amargurados pelo que correu e mal esquecendo que a cada morte existe um nascimento. Outros vivem na incerteza se do outro lado tem o mesmo sentimento, vivem com o medo de ir atrás, com receio de perder algo que ainda nem ganhou.

E para finalizar....heheheh..... todos nós aconselhamos, ajudamos os amigos quando tem estes problemas, mas nunca resolvemos os nossos da mesma for que aconselhamos os outros heheheeh.

... que perseguição hein....só nos resta viver de coração na mão.

Sem comentários:

Poderá interessar também..

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...